HOME | PROMOÇÃO DA SEMANA | ARTIGOS | UTILIDADE PÚBLICA | GALERIA DE FOTOS | CONTATO

Vacinas e Vacinações
29/03/09 - por Dr. Luis Henrique Silva - Veterinário

Quem tem animais de estimação, sabe que é muito importante ter seu bichinho vacinado.O Dr. Luis Henrique Silva afirma, a importância das mesmas, já que os animais podem contrair doenças, que são transmissíveis as pessoas.É muito importante vacinar cães e gatos ainda filhotes e repetir as doses uma vez ao ano.

Os cães, explica o Dr. Luis Henrique, tomam 4 tipos diferentes de vacinas: a vacina contra Raiva, a múltipla (contra Leptospirose, Cinomose, Coronaviros Canino, Parvoviros, Adenoviros , Hepatite Infecciosa Canina e Parainfluenza), a contra Giárdia e a contra Bordetella.

Os gatos são vacinados contra a Raiva e a múltipla pode ser usada a tríplice, quádrupla ou quíntupla, determinada pelo veterinário qual a melhor em cada caso.

Cuidados
Animais debilitados não devem tomar vacinas, precisam se recuperar antes. Filhotes devem estar previamente vermifugados. O Dr. Luis Henrique lembra que, assim como as pessoas, animais não podem tomar medicamentos sem orientação profissional.

Recomendações
• Os filhotes não devem sair à rua no chão antes de completar todo o esquema de vacinação.
• Animais adultos devem receber reforço anual.
• Não aplicar medicamentos sem consultar o veterinário.
• Animais criados com responsabilidade não transmitem doenças aos homens.

CÃES
Vacinas: anti-rábica e múltipla, giárdia e bordetella (tosse dos canis)
     Esquema de vacinação:
     • Múltipla - 6 semanas de vida 1ª dose / 9 semanas de vida 2ª dose / 12 semanas de vida 3ª dose
     • Bordetella - 6 semanas de vida 1ª dose / 9 semanas de vida 2ª dose
     • Giárdia - 9 semanas de vida 1ª dose / 12 semanas de vida 2ª dose
     • Anti-Rábica - 4 meses de vida

GATOS
Vacinas: Anti-Rábica e múltipla.
     Esquema de vacinação:
     • Múltipla - 9 semanas de vida 1ª dose / 12 semanas de vida 2ª dose
     • Anti-Rábica - 4 meses de vida

Observações: O esquema de vacinação pode sofrer alterações pelo Médico Veterinário, levando em consideração vários fatores, como áreas ou períodos endêmicos de alguma doença, imunidade transmitida pela mãe aos filhotes, doenças pré-existentes, parasitose e etc.

Vale ressaltar que como todo produto biológico, excepcionalmente a vacina pode causar reação de hipersensibilidade, devendo o animal ser avaliado e se necessário, medicado pelo Veterinário.

Todos os animais devem receber reforço anual das vacinas.

Dr. Luis Henrique Silva é Veterinário e parceiro do Cantinho dos Bichos - tel.:2507-5679


© 2009 Cantinho dos Bichos Produtos para Animais Ltda. ME ----------------------------------- Desenvolvimento - Digital em Foco www.digitalemfoco.com.br